Cepas Controle (CC)

OTIMIZE OS RECURSOS DA SUA ROTINA!

A Controllab realiza a manutenção dos microrganismos para o seu laboratório

Para melhorar a rotina do laboratório, a Controllab envia as cepas certificadas, que substituem os repiques. São cepas para pronta entrega e na quantidade definida pelo laboratório, a partir dos microrganismos selecionados.

Por que é importante?

As cepas certificadas conferem mais confiança e credibilidade no controle de qualidade, o que facilita o processo de atendimento às normas, auditorias, acreditações e fiscalizações da ANVISA/VISA.

Vantagens de adquirir o Programa:

  • Entrega imediata das cepas
  • Processos mais ágeis
  • Mais tempo para dedicar-se à análise dos resultados
  • Maximização de recursos de infraestrutura
  • Menos tempo com registros para auditorias
  • Otimização de custos
  • Extinção do preparo de repiques

Tempo

O profissional deixa de realizar a manutenção do microrganismo na rotina e obtém mais tempo para dedicar-se a análise dos resultados.

Custos

Além da redução dos altos investimentos envolvidos na aquisição e manutenção do freezer a -70°C, as cepas controle diminuem o número de testes necessários na manutenção do microrganismo.

Infraestrutura

As cepas liofilizadas são armazenadas entre 2 e 8 °C, reduzindo a utilização de freezer a -70°C (requeridos na manutenção adequada de cepas de conrtrole de qualidade).

Documentos

As cepas controles acompanham certificado com características fenotípicas do microrganismo e sintetizam a quantidade de registros requeridos em auditorias.
  • Confiança nas Análises Microbiológicas​

    Para evitar mutações, grande parte das cepas fornecidas são de 1ª geração ou no máximo até a 3ª geração, evitando alterações fenotípicas que possam impactar os resultados obtidos nas análises. Essa definição de gerações atende às diversas normas voltadas para os processos de acreditações laboratoriais e órgãos regulamentadores da área.​

  • Credibilidade no Controle de Qualidade​

    O laboratório inscrito no programa utiliza cepas de referência autenticadas com qualidade e reconhecimento internacional. Essa ação permite que o laboratório alcance padrões de excelência. As cepas de bactérias liofilizadas são originárias da coleção de cultura mais antiga desta categoria, o NCTC (National Collection of Type Cultures). ​​

  • Fornecimento ininterrupto

    Aderindo ao programa, há um fornecimento contínuo da quantidade de cepas que o laboratório precisa, conforme o cronograma determinado pelo cliente. O laboratório também dispõe de acesso imediato a aquisições extraordinárias, devido ao amplo e seguro depósito de cepas da Controllab.

  • Aumento de Produtividade​

    Por meio da manutenção dos microrganismos e o fornecimento programado das cepas, as equipes envolvidas nos processos de análise e aquisição ganham tempo para dedicar-se às demais solicitações da rotina.

Benefícios para o laboratório

Além dos benefícios e vantagens proporcionados pelo Programa, a Controllab disponibiliza cepas chanceladas pela norma NBR ISO 17034, que são reconhecidas como Material de Referência Certificada (MRC) , o principal padrão de qualidade dentro da rotina analítica de um laboratório.

Cepas disponíveis para o seu laboratório

Acinetobacter baumanniiNCTC® 12156 ATCC® 19606
Acinetobacter baumannii NCTC® 13304
Aeromonas hidrophyla NCTC® 12902 ATCC® 35654
Alcaligenes faecalis NCTC® 12904
Aspergillus brasiliensisNCPF-2275ATCC® 16404

Parceria Controllab e UKHSA

parceria UKHSA vert

A Controllab, em sua busca contínua para prover as melhores soluções em controle de qualidade laboratorial e atenta aos desafios do setor para manter-se sustentável com otimização dos recursos, expandiu as iniciativas na área microbiológica e consolida essas ações com a parceria UKHSA – UK Health Security Agency.

A UKHSA é guardiã de quatro coleções exclusivas, que consistem em linhagens de células autenticamente preservadas e cepas microbianas de procedência conhecida.

Entre as coleções, a NCTC (National Collection of Type Cultures) é a mais antiga da sua categoria – fundada em 1920 – e possui cepas registradas no Centro Mundial de Dados para Microrganismos (WDCM).

Cepas de referência autenticadas e qualidade com reconhecimento internacional

cepas certificado

O Programa CEPAS CONTROLE tem o compromisso de entrega das cepas, entre 1ª ou até no máximo 3ª geração para a excelência dos laboratórios. Essa ação auxiliará as organizações a atenderem de forma eficiente às diversas normativas da área microbiológica para os processos de acreditações laboratoriais e órgãos regulamentadores.

Cepas de referência autenticadas são de suma importância para o controle de exames de diagnóstico clínico. Ao aderir ao Programa, o laboratório tem acesso a um serviço com padrões de qualidade reconhecidos internacionalmente e com entrega imediata.

Por que devo aderir ao Programa CEPAS CONTROLE?

Eficiência

Controla os processos de qualidade dos exames com cepas autenticadas

Sustentabilidade

Qualidade e credibilidade contínua
do laboratório

Qualidade

Contribui para a eficiência dos processos de análise

Rastreabilidade

Acompanha certificados que comprovam a autenticidade do microrganismo

Autenticidade

Utiliza cepas de coleção de culturas reconhecidas internacionalmente

Confiabilidade

Promove a confiança nos processos microbiológicos

O laboratório inscrito no Programa CEPAS CONTROLE deixa de realizar a manutenção (repiques contínuos) na rotina. Essa manutenção é fornecida pela Controllab junto com o certificado da cepa selecionada.

Essa praticidade permite ao laboratório simplificar a rotina, ganhar mais agilidade e reduzir custos e tempo envolvidos nos testes e registros para garantir a qualidade dos repiques no processo e evidenciar em auditorias.

Conheça também os controles de Gram e BAAR

A autenticidade e a confiabilidade das CEPAS CONTROLE também são aplicadas nos controles de Gram e BAAR.

E como isso ajuda o meu laboratório?

As cepas dos controles de Gram e BAAR são aplicadas nas lâminas para controle positivo e negativo dos microrganismos relacionados, auxiliando os laboratórios a avaliarem novos lotes de corantes/reagentes.

Os controles são compostos por 15 lâminas de:

lamina-gram
Lâminas com esfregaço contendo microrganismos Staphylococcus aureus e Escherichia coli.

Controle Gram

lamina-baar
Lâminas com esfregaço contendo microrganismos Mycobacterium tuberculosis e Escherichia coli.

Controle BAAR

TENHA UM AMBIENTE
COM ANÁLISES DE EXCELÊNCIA

A Controllab oferece soluções completas para a qualidade e assertividade dos resultados.
Essas soluções facilitam o reconhecimento para os processos de acreditação e órgãos regulamentadores.

Notícias Relacionadas

5 de abril de 2021

Coleções de culturas são fundamentais para a rotina analítica dos laboratórios

Para facilitar o acesso dos laboratórios às cepas de referência, a Controllab disponibiliza para o Brasil e América Latina a coleção de culturas mais renomada da […]
9 de março de 2021

NCTC, a coleção de culturas mais renomada da Europa, está disponível na América Latina

A PHE – Public Health England conferiu à Controllab o reconhecimento de competência técnica e de capacidade compatíveis com a coleção de culturas licenciadas. As coleções […]
31 de agosto de 2020

Cepa Controle da Controllab foi reconhecida como Material de Referência Certificado

A Controllab – maior provedor de Controle de Qualidade Laboratorial do Brasil e da América Latina – conquistou no fim de agosto mais um reconhecimento para […]

Como podemos te ajudar?

ENTRAR

Solicite o Programa Cepas Controle e otimize a rotina do seu laboratório.

Programa Cepas Controle

Cepas Controle NCTCNCPFATCCWDCM
Acinetobacter baumaniiCLSISelo InmetroNCTC® 13304
Acinetobacter baumanniiSelo InmetroNCTC® 12156ATCC® 19606
Aeromonas hydrophilaSelo InmetroNCTC® 12902ATCC® 35654
Alcaligenes faecalisSelo InmetroNCTC® 12904ATCC® 35655
Aspergillus brasiliensisNCPF 2275ATCC® 16404WDCM 00053
Bacillus cereusSelo InmetroNCTC® 10320ATCC® 11778/ATCC® 19637/ ATCC® 9634WDCM 00001
Bacillus subtills subsp. spizizenliSelo InmetroNCTC® 10400ATCC® 6633WDCM 00003
Bacteroides fragilisCLSISelo InmetroNCTC® 9343ATCC® 25285
Burkholderia cepaciaSelo InmetroNCTC® 10743ATCC® 25416
Campylobacter jejuniBrCASTSelo InmetroNCTC® 11351ATCC® 33560
Candida albicansNCPF 3179ATCC® 10231WDCM 00054
Candida albicansNCPF 3255ATCC® 2091WDCM 00055
Candida albicansNCPF 3939ATCC® 90028
Citrobacter freundiiNCTC® 9750ATCC® 8090
Clostridium bifermentans NCTC® 506WDCM 00079
Clostridium difficileNCTC® 13566ATCC® 43593
Clostridium perfringensSelo InmetroNCTC® 8237ATCC® 13124/ATCC® 19408WDCM 00007
Clostridium septicumNCTC® 547ATCC® 12464
Clostridium sporogenesSelo InmetroNCTC® 12935
Cronobacter sakazakiiSelo InmetroNCTC® 11467WDCM 00214
Enterobacter cloacaeSelo InmetroNCTC® 10005ATCC® 13047WDCM 00083
Enterobacter hormaecheiNCTC® 13870ATCC® 700323
Enterococcus faecalisBrCASTCLSISelo InmetroNCTC® 12697ATCC® 29212WDCM 00087
Enterococcus faecalisBrCASTCLSISelo InmetroNCTC® 13379ATCC® 51299WDCM 00085 00152
Enterococcus faecalisCLSISelo InmetroNCTC® 13763ATCC® 33186WDCM 00210
Enterococcus faeciumBrCASTSelo InmetroNCTC® 12202
Enterococcus hiraeNCTC® 13383ATCC® 10541WDCM 00011
Escherichia coliBrCASTCLSISelo InmetroNCTC® 11954ATCC® 35218
Escherichia coliBrCASTCLSISelo InmetroNCTC® 12241ATCC® 25922WDCM 00013
Escherichia coliBrCASTSelo InmetroNCTC® 13476
Escherichia coliCLSISelo InmetroNCTC® 13353
Escherichia coliSelo InmetroNCTC® 13846
Haemophilus influenzaeSelo InmetroNCTC® 8468
Haemophilus influenzaeBrCASTCLSISelo InmetroNCTC® 12699ATCC® 49247
Haemophilus influenzaeBrCASTCLSISelo InmetroNCTC® 12975ATCC® 49766
Haemophilus influenzaeCLSISelo InmetroNCTC® 13377ATCC® 10211
K. pneumoniaeBrCASTSelo InmetroNCTC® 13442
Klebsiella aerogenesSelo InmetroNCTC® 10006ATCC® 13048WDCM 00175
Klebsiella pneumoniaeBrCASTSelo InmetroNCTC® 13438
Klebsiella pneumoniaeBrCASTSelo InmetroNCTC® 13440
Klebsiella pneumoniaeBrCASTSelo InmetroNCTC® 13443
Klebsiella pneumoniaeBrCASTCLSISelo InmetroNCTC® 13368ATCC® 700603
Klebsiella pneumoniaeSelo InmetroNCTC® 9633ATCC® 13883WDCM 00097
Klebsiella pneumoniaeCLSISelo InmetroNCTC® 13809ATCC® BAA 1705
Legionella pneumophilaNCTC® 11192ATCC® 33152WDCM 00107
Legionella pneumophilaNCTC® 12821WDCM 00205
Listeria innocuaSelo InmetroNCTC® 11288ATCC® 33090WDCM 00017
Listeria monocytogenesSelo InmetroNCTC® 13372ATCC® 7644
Micrococcus luteus NCTC® 7743ATCC® 10240
Mycobacterium smegmatisNCTC® 8159ATCC® 19420
Neisseria gonorrhoeaeCLSISelo InmetroNCTC® 12700ATCC® 49226
Neisseric gonorrhoeaeSelo InmetroNCTC® 8375ATCC® 19424
Pseudomonas aeruginosaBrCASTCLSISelo InmetroNCTC® 12903ATCC® 27853WDCM 00025
Pseudomonas fluorescens NCTC® 10038
ATCC® 13525WDCM 00115
Saccharomyces cerevisigeNCPF-3191ATCC® 9763
Saccharomyces cerevisigeNCPF-3275ATCC® 2601
Salmonella enterica subsp. enterica serovar AbonySelo InmetroNCTC® 6017ATCC® BAA 2162WDCM 00029
Salmonella enterica subsp. EntericaSelo InmetroNCTC® 12023ATCC® 14028WDCM 00031
Staphylococcus aureusSelo InmetroNCTC® 6571ATCC® 9144VDCM 00035
Staphylococcus aureusSelo InmetroNCTC® 7447ATCC® 6538PWDCM 00033 / WDCM 00195
Staphylococcus aureusBrCASTSelo InmetroNCTC® 12493WDCM 0021:
Staphylococcus aureusBrCASTCLSISelo InmetroNCTC® 12973ATCC® 29213WDCM 00131
Staphylococcus aureusBrCASTSelo InmetroNCTC® 13552
Staphylococcus aureusCLSISelo InmetroNCTC® 12981ATCC® 25923WDCM 00034
Staphylococcus aureusCLSISelo InmetroNCTC® 13373ATCC® 43300WDCM 00211
Staphylococcus aureusCLSISelo InmetroNCTC® 13811ATCC® BAA 977
Staphylococcus aureusCLSISelo InmetroNCTC® 13812ATCC® BAA- 976
Staphylococcus aureusCLSISelo InmetroNCTC® 13813ATCC® BAA 1708
Staphylococcus aureusSelo InmetroNCTC 14033ATCC® BAA 1026
Streptococcus agalactiaeSelo InmetroNCTC® 8181ATCC® 13813
Streptococcus equi subsp. ZooepidemicusNCTC® 7023ATCC® 43079
Streptococcus mutansNCTC® 10449ATCC® 25175
Streptococcus pneumoniaeBrCASTCLSISelo InmetroNCTC® 12977ATCC® 49619
Streptococcus pyogenesSelo InmetroNCTC® 12696ATCC® 19615
Vibrio furnissiiNCTC® 11218ATCC® 00186
Vibrio parahaemolyticus NCTC® 10903ATCC® 17802WDCM 00037

Atende a recomendações do BrCAST

Atende a recomendação do CLSI

Nota 1: as Cepas NCTC e NCPF licenciadas da PHE são equivalentes às cepas ATCC® referenciadas nesta tabela
Nota 2: Outras cepas não listadas disponíveis sob consulta

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência, possibilitando uma navegação mais personalizada, de acordo com as características e o seu interesse. Para mais informações consulte a nossa Política de Privacidade e Segurança.

PRM 0009

Acreditação Cgcre/Inmetro - Produtor de Material de Referência Certificado

A Controllab é acreditada como Produtor de Material de Referência Certificado (MRC) desde 2016 pela Coordenação Geral de Acreditação (CGCRE), do Inmetro, sob o n.º PMR 0009. A avaliação dessa conformidade é realizada conforme os requisitos estabelecidos nas normas ABNT NBR ISO 17034 e Inmetro, garantindo assim a competência para a produção dos MRC, conforme Escopo de Acreditação.

Esta acreditação atesta a competência técnica da Controllab em produzir MRC, conforme requisitos internacionais e a habilita para ser reconhecida em outros países, conforme acordos de reconhecimento mútuo, estreitando as barreiras técnicas entre o Brasil e os outros países dos Continentes.

CAL 0214

Acreditação Cgcre/Inmetro - Laboratório de Calibração

Em dezembro de 2002, o Laboratório de Calibração foi acreditado pela Coordenação Geral de Acreditação (CGCRE) do Inmetro. Com esse reconhecimento, tornou-se parte integrante da rede brasileira de laboratórios acreditados, sob o nº214. Desde então, é avaliado periodicamente para a manutenção e/ou extensão da acreditação.

O selo do Inmetro atesta competência técnica, credibilidade e capacidade operacional da Controllab para os serviços de calibração, conforme requisitos da ABNT NBR ISO/IEC 17025.

A Cgcre é signatária dos Acordos de Reconhecimento Mútuo da International Laboratory Accreditation Cooperation (ILAC) e da Interamerican Accreditation Cooperation (IAAC)

PEP 0003

Acreditação Cgcre/Inmetro - Laboratório de Controle

Em setembro de 2011, a Controllab foi acreditada pela Coordenação Geral de Acreditação (CGCRE) do Inmetro como provedor de ensaio de proficiência, sob o nºPEP0003. Inicialmente dentro de um projeto piloto do Inmetro, esta acreditação baseou-se na ILAC G13: 2007 e incluiu diversos ensaios clínicos e de hemoterapia. Nas avaliações periódicas desta acreditação novos segmentos e ensaios são incluídos e a avaliação passa a ser conduzida segundo a ABNT NBR ISO/IEC 17043.

Esta acreditação atesta a competência técnica da Controllab em desenvolver e conduzir ensaios de proficiência conforme requisitos internacionais e a habilita reconhecida em outros países, conforme acordos de reconhecimento mútuo firmados pelo Brasil no Mercosul, Américas e Europa.

A Cgcre é signatária dos Acordos de Reconhecimento Mútuo da International Laboratory Accreditation Cooperation (ILAC) e da Interamerican Accreditation Cooperation (IAAC)