Análise de Erro Sistemático Obtido para Imunoglobulinas em Ensaio de Proficiência Frente a Critérios Definidos por Variação Biológica

Análise de Erro Sistemático Obtido para Imunoglobulinas em Ensaio de Proficiência Frente a Critérios Definidos por Variação Biológica

Carlos Albuquerque, Rodrigo Doellinger e Vinicius Biasoli

O Ensaio de Proficiência (EP) tem o propósito de determinar o desempenho de laboratórios na realização de ensaio, por comparação interlaboratorial. O EP auxilia na identificação dos tipos de erros cometidos pelo laboratório (aleatório / e ou sistemático).

A partir do EP pode-se ainda estimar os erros sistemáticos dos laboratórios, desde que se realize a análise de pelo menos dois itens distintos para uma mesma determinação. Tendo como base uma boa estimativa do valor alvo, que pode ser a medida de tendência central dos resultados dos participantes obtida a partir de tratamento estatístico robusto, pode-se estimar o erro total relativo – individual para cada resultado – e o erro sistemático – média dos erros totais relativos.

Como critério de aceitação pode-se usar as especificações para a qualidade com base na variação biológica intra e inter-indivíduo. A partir destas especificações pode-se determinar o erro analítico aceitável, o que inclui o erro aleatório, o erro sistemático e o erro total.

O erro total estipulado por variação biológica tem sido largamente usado em EP como critério de avaliação de resultados individuais. Contudo, a estimação do erro sistemático por Ensaio de Proficiência e a sua comparação ao erro sistemático estipulado por variação biológica ainda são pouco explorados.

Sign up for our newsletter

Receive relevant publications about labs, solutions for quality
management and optimization of business management.

LOG IN
COOKIES NOTICE

We use cookies and other similar technologies to improve your experience, enabling a more personalized navigation, according to the characteristics and your interest.

For more information see our Privacy and Security Policy.

PRM 0009

Accreditation Cgcre/Inmetro - Certified Reference Material Producer

Controllab has been accredited as a Certified Reference Material Producer (MRC) since 2016 by Inmetro’s General Coordination for Accreditation (CGCRE), under the PMR 0009 number. The assessment of this conformity is carried out according to the requirements established in ABNT NBR standards ISO 17034 and Inmetro, thus ensuring competence for the production of MRCs, according to the Scope of Accreditation.

PEP 0003

Accreditation Cgcre/Inmetro - Control Laboratory

In September 2011, Controllab was accredited by Inmetro’s General Coordination for Accreditation (CGCRE) as a proficiency test provider, under nº PEP0003. Initially as part of a pilot project by Inmetro, this accreditation was based on ILAC G13: 2007 and included several clinical and hemotherapy tests. In the periodic evaluations of this accreditation, new segments and tests are included and the evaluation is now conducted according to ABNT NBR ISO/IEC 17043.

This accreditation attests to Controllab’s technical competence to develop and conduct proficiency tests in accordance with international requirements and enables it to be recognized in other countries, in accordance with mutual recognition agreements signed by Brazil in Mercosur, the Americas and Europe.